Não Editora

Catálogo

Loja de Conveniências

Guilherme Smee

  • Páginas: 128
  • ISBN: 9788561249519
  • Preço: R$ 36,90

Compre na nossa loja

Como um romance erótico às avessas, Loja de conveniências é a história de um jovem que se deixa levar pela inércia até o momento em que é abordado por uma garota, que se dispõe a fazer dele seu “projeto pessoal”. Ante a expectativa da chegada do namorado dela, seu mundo vai se modificando aos poucos, e passa a viver num pós-apocalipse emocional. Com personagens que vagam sempre isolados e devastados, colocam-se em discussão o amor, o sexo e a culpa pelas escolhas que são (ou deixam de ser) feitas.

Depoimentos

O olhar de Guilherme Smee marca com precisão. Queria dizer que é um livro pop-mas-com-ápices-melancólicos, ou um livro melancólico-com-ápices-pop. Bom, não importa. É um livro sensacional.

Luisa Geisler

Os peitos da Naomi Watts chacoalham num loop infinito e masturbatório, Frank Black batiza viciados em remédios tarja preta e uma hacker abandonada pelo namorado decide fazer de um adolescente seu novo projetinho especial.
Quem quer amor com tanta pornografia no mundo? Quem bate na porta em tempos de videofone?
Traficante de medicamentos foge de polícia e deixa namorada encarregada de achar alguém legal pros dois. Alguém com a vida chata. Felicidade é deixar-se levar, nada é mais libertário que poder culpar alguém. A simbiose como um tipo de amor.
Mas você já tem alguém que te ama.
Quanto mais pessoas, melhor.
Um moleque sem rumo entre aulas de cursinho e brochadas off-line. Cada um transa do jeito que convém, se apaixona como consegue. Aquela estratégia Tyler Durden de se matar pra levar o parasita.
Guilherme Smee cria um triângulo amoroso turbulento entre rivotrils e cartões clonados, uma relação que parece se situar mais no que não se consegue realizar, ou no que se realiza em um lugar além do corpo, na espera que alguém chegue e que outro alguém vá embora. Nessa última espera, principalmente.
A culpa é daquela moça que eu amava.
Essa loja de conveniências, desconfio, é um despacho.

Bruno Azevêdo

Autor

Guilherme Smee nasceu em Erechim, em 1984. É escritor, publicitário, roteirista e quadrinista. Publicou contos na coletânea Ficção de polpa e corroteirizou o premiado curta-metragem Todos os balões vão para o céu. Em 2012, lançou o livro de contos Vemos as coisas como somos pelo IEL-RS. Loja de conveniências marca sua estreia na narrativa longa.

RSS

© Não Editora - Todos os direitos reservados